Os Pássaros (livro) – um ensaio sobre a vida em sociedade.

Muita gente já assistiu ao filme Os Pássaros, do magnífico diretor Alfred Hitchcock, certo? Mas quem aí já leu o livro Os Pássaros, de Frank Baker?


Confesso que quando comprei esse livro, eu estava crente que leria uma história semelhante à do filme (não, eu não sabia que o filme era inspirado no conto homônimo de Daphne Du Maurier). Ledo engano. De semelhante mesmo, só os pássaros (e uma ou outra cena, que corroboram a existência de uma polêmica por trás da obra de Hitchcock, lançada em 1963: teria ele utilizado o livro sem dar os créditos? Ou teria Daphne du Maurier plagiado Baker? Essa segunda questão fica ainda mais intrigante quando descobrimos que Daphne era prima de um antigo editor de Baker!)

Fofocas cinematográficas à parte, no fim das contas, o livro vale a pena?20171129_102515.jpg

“Ah, a arrogância daquele momento quando percebi que os homens poderiam ser deuses se parassem de se lembrar de que outrora haviam sido macacos!”

Lançado em 2016 pela DarkSide Books, em comemoração aos seus 80 anos de publicação (para os de humanas como eu: o livro foi publicado em 1936), temos nele uma leitura apocalíptica. Mas não é aquele apocalipse caótico que estamos acostumados (passa bem longe de um apocalipse zumbi, por exemplo). É um apocalipse suave, filosófico e até mesmo bonito. No início da leitura, somos apresentados ao mundo pós apocalíptico, um mundo onde não existem escolas e as crianças correm nos jardins sem roupas. Não é nesse mundo que a história se aprofunda, mas sim na sociedade “antes da chegada dos pássaros”. O livro todo é um relato de como era essa sociedade e o que são esses pássaros, do ponto de vista de um funcionário público, bissexual e cheio de angústias a serem divididas.

A narrativa pode ser um pouco cansativa em alguns momentos (dormi várias vezes lendo, admito, principalmente no começo do livro), mas temos que lembrar sempre que é um livro de 1936, as coisas eram mais paradas naquela época mesmo. Isso não torna o livro chato, pelo contrário: se você conseguir imergir na história, vai ter uma leitura muito prazerosa. Os pássaros são importantes para o desenrolar da trama, mas a base desse livro está em uma análise profunda da sociedade e do indivíduo. E dá até uma tristeza no coração quando a gente percebe que muitos dos problemas sociais vivenciados nos anos 30, são vivenciados ainda hoje. Considerando que é um livro escrito no entre-guerras, pode ter certeza que você verá duras críticas ao sistema capitalista e à ordem social vigente na época. 

 

Nessa edição, temos um bônus: além das belíssimas artes gráficas dentro do livro e da capa de muito bom gosto (como sempre, né, DarkSide?), contamos com uma introdução escrita por Ken Mogg, estudioso da obra de Hitchcock.

Mas dá medo?

Sim! Não dá susto, mas dá medo. Como já sabemos, o medo é muito subjetivo, mas Frank Baker consegue abordar em sua obra diversos tipos de medo intrínsecos do ser humano. E ele faz isso de maneira magnífica!

Uma coisa que não posso deixar de comentar é que a escrita dele é tão realista, pega tanto no âmago que eu comecei a ter medo de pássaros! Um dia desses eu estava no trabalho, conversando com minha colega perto da porta, quando surge um pássaro, bem-te-vizinho bem bonitinho, que fez meu coração sair pela boca!!! Minha primeira reação foi fazer “xô”, depois caí em mim e pensei “desgraçado, Frank Baker, você conseguiu”.

Não é uma leitura fácil. Não só pela lentidão dos acontecimentos, pela descrição demasiada ou pelos devaneios (algumas vezes sem sentido) do narrador. Não é um leitura fácil principalmente por que, enquanto estamos lendo, temos que enfrentar certos demônios (tanto individuais quanto sociais) ali representados por esse bichinhos alados que, a uma primeira vista, parecem inofensivos.

Compre pelo link: Os Pássaros

Título | Os Pássaros
Autor | Frank Baker
Tradutor | Bruno Dorigatti
Editora | DarkSide®
Edição | 1a
Idioma | Português
Especificações | 304 páginas (estimadas), Limited Edition (capa dura)
Dimensões | 14 x 21 cm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s